#Resenha: Caim & Abel - Jeffrey Archer

Beliscões pessoas  =)


Hoje trouxe a resenha de um livro que li tempo a trás. Peguei o livro por acaso e com ideia errônea,  pelo título achei que fosse um livro que envolvesse tema evangélico, mas é só uma citação pela rivalidade dos personagens principais. 

 Jeffrey Archer, soube conduzir esse livro de uma forma surpreendente.



Kane, filho de um poderoso banqueiro de Boston, tinha o mundo a seus pés e fora formado para comandar o império dos pais. Abel nasceu numa floresta em Slonim, na Polônia. Sua mãe morreu no parto e ele foi adotado por uma família pobre e criado junto com outros seis irmãos. Sobrevivendo às dificuldades da infância e aos horreores da Primeira Guerra Mundial, Abel imigra para os Estados Unidos...


Bem vou ser um pouco evasiva como na minha última resenha, pois não quero soltar spoiler  - só avisando antes - já que um visitante do blog comentou a respeito disso na outra resenha. rsrs

O livro conta a saga de dois homens; William Kane e Abel Rosnovski.

A história de vida deles é totalmente diferente, mesmo assim eles são parecidos, homens super inteligentes, competentes, ambiciosos..
Poderiam ser amigos, mas a gana de ser o melhor e rivalidade é grande demais.

















O QUE ACHEI

É uma trama extremamente bem construída, apresentando um panorama histórico das transformações da sociedade, dos costumes e da política no século XX e
 do surgimento da Polônia, achei isso muito interessante.

O fato é que os dois me cativaram cada um por razões diferentes e conforme a leitura avançou eu entendi
 os motivos dos seus atos. 

 O destino entrelaça os caminhos deles de um jeito que chega a ser engraçado e inusitado. E esses dois guerreiros que se odiaram durante suas existências, terão que achar uma forma de se entender por motivo maior.
Agora se passarão a ser amigos, só descobrirão lendo.

Um livro ágil, original, recheado de superações e emoções.
Não torçam o nariz pela capa ou título, dê uma chance que não irá se arrepender!
Claro que ficou nos meus favoritos, recomendo essa rica e deliciosa leitura para todos.

Ao findar a leitura, eu quis mais de Archer e logo saí a procura de outro livro dele e acabei pegando a continuação “A filha prodiga” que na verdade digo que é uma estória paralela e contado pela visão da cativante Florentyna. #TãoAmor!
 


Tenho orgulho de ter esses livros aqui na minha prateleira 

32 comentários:

  1. Hum interessante a história amiga, mas acho que no momento não leria.
    Mas está marcado na minha listinha!
    bjkas e saudade do seu beliscão

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha. Ainda não conhecia esse livro, mas me parece muito bom. Ao ler o título achei que fosse um livro religioso. Fiquei com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não entendi muito bem sobre o que o livro é, rs, mas tudo bem, dá para perceber que você gostou bastante e mesmo não tendo falado da história em si, ficou claro que você realmente curtiu a leitura e isso é ótimo. Não conhecia esse livro e nem o autor mas vou prestar atenção se 'esbarro' com com alguma outra resenha desse livro.

    ResponderExcluir
  4. Olha, quando li o título tive a mesma impressão do que você, e por isso fiquei animada pra ler. A capa é sem graça, eu sempre gosto de ficar admirando as capas dos meus bebes. A resenha me deixou até que curiosa, até pq não entendi bem sobre o que é o livro, mas parece ser muito bom, pois você o elogiou bastante.

    ResponderExcluir
  5. Oi Máh!! Realmente não conhecia este livro e esta historia somente de se ouvir falar, mas realmente achei que a leitura deste livro deva ser super interessante e diferente das leituras que ando realizando!! Dica mais que anotada!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi, Máh! :)
    Vou confessar que não entendi muito bem sobre o quê o livro aborda, mas achei curioso, pela forma como você falou. Pela capa, realmente não ficaria muito interessada, mas quem sabe?

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi,
    Nossa com uma resenha tão positiva..fiquei mt curiosa!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  8. oie amiga
    apesar de parecer um enredo emocionante e etc, não me empolgou. Já tem tanta coisa aqui pra ler, que é uma felicidade não acrescentar mais um livro à pilha
    rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  9. Oiiiiii.
    Mesmo sendo evasiva você conseguiu desperta a curiosidade.
    Quando li o nome lá no inicio também pensei que fosse um livro com tema religioso.
    Muito interessante e bem diferente do que estou acostumada a ler.

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  10. Mamadeira, meu amor ♥
    Também tive a impressão de que seria um livro evangélico mas fiquei impressionada com as dimensões que ele tomou. Realmente eu não esperava que fosse um livro com tanta carga de conhecimentos. Vou até sua casa pegar emprestado, ok?! ♥

    ResponderExcluir
  11. Hum pela resenha parece um livro interessante com uma temática diferente. Não deu para perceber se é algum tipo de romance, mas você tem razão se não tivesse lido a resenha ia ir pela capa e com certeza não iria ler kkkkkk. Acho que sou péssima para comentar em resenhas Mah, geralmente adoro ler opiniões de livros que eu já li para fazer uma comparação, mas quando este não é o caso me sinto meio perdida e não sei se minha linha de pensamento está indo pelo lado correto. Bom, de qualquer forma adorei a indicação! http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, assim que vi a imagem do livro, pensei que fosse uma historia que realmente tivesse haver com a bíblia, eu estava enganada, o livro parece ser muito bom mesmo, como eu não conhecia esse livro, fiquei curiosa, e que legal que tem continuação, ou melhor um outro livro que tem uma historia intercalada com Caim e Abel, adorei a resenha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia nem o livro, nem o autor, fiquei bem interessada pelo livro por causa do contexto histórico em que ele se passa, está nos meus desejados rs

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  14. O título dá a entender mesmo que teria algo relacionado à religião, e que bom que não tem. Nada contra, mas eu não sou muito chegada a eles. Gostei bastante desse panorama histórico do livro, amo narrativas assim! Tem só essa continuação ou é uma série maior?

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Juro que não conhecia o livro, mas para você elogiar tanto e falar que ficou entre os favoritos só pode ser bom! E eu achando que conhecia todo o catálogo dessa editora. Ledo engano, hahaha. Gosto de ler sobre coisas que envolvem a primeira guerra mundial, quero ler e pronto!

    ResponderExcluir
  16. Só pelo título da pra fazer algumas pontes se seguir o que ta na Bíblia, mas eu imagino que o autor deca ter tido outras ideias e tirou apenas a inspiração. Também não conhecia o livro nem o autor, mas pela sua empolgação parece que vale a pena ler. Fiquei interessada.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  17. Ideia interessante usar o nome de personagens bíblicos no título, narrando também uma história de rivalidade com dois jovens tão opostos em alguns aspectos e iguais em outros, pelo jeito o autor deve escrever muito bem e fiquei muito curioso para saber como eles se encontrar e qual é o final dessa história.

    ResponderExcluir
  18. Gostei da resenha Máh. Realmente é um livro bem diferente e achei a temática bem interessante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  19. Oi, Máh!
    Nunca tinha ouvido falar do livro até ver sua resenha! Bem, achei a premissa da história bem diferente e chamativa, até mesmo pelos nomes bíblicos. Apesar disso, não acho que seja o meu tipo de leitura, rs. De qualquer jeito, ótima resenha!

    Beijos, Gabi Prates
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  20. Oieee, nunca tinha visto este livro em nenhum lugar e apesar de parecer interessante eu não sei se leria, primeiramente não gostei da capa e o livro não chamou a minha atenção kkkk, mesmo assim valeu pela dica de leitura rsrs, Abraços

    ResponderExcluir
  21. Oi Mah!

    Não conhecia o livro, mas o plote parece bem interessante. Gostei do panorama histórico que o livro apresenta. Adoro acompanhar costumes e culturas de outros países. Gostei muito da resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Mah.
    É complicado, temos que ser muito cuidadosas na hora de resenhar né, spoiler é um grande problema rsrsrs, e tem leitor que fica uma fera.
    Quanto ao livro eu não conhecia, e o título também me sugere algo voltado pra religião, mas gostei da criatividade do autor em usar o título com a intenção de tratar a rivalidade.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  23. nao conhecia o livro e nem o autor , mais confesso que esse livro me despertou interesse , ja que vs disse q esse livro ta nos seus favoritos , quero ter chance de ler esse livro, brevemente estarei lendo esse livro , !!

    ResponderExcluir
  24. Os livros podem não ter nada de evangélicos, mas o autor se inspira um pouco nas histórias bíblicas, né? Caim e Abel e depois A Filha Pródiga... hehe...

    Obrigada por não soltar spoilers! rs... Fiquei super curiosa para saber como a história dos dois se entrelaça, porque a vida deles foi completamente diferente mesmo... Fiquei curiosa com tudo, aliás, você me deixou intrigada com a resenha!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  25. Oi Máh,
    tudo bem?
    Foi muito inteligente da parte do autor fazer a analogia dos seus personagens com personagens bíblicos. de cara, isso já me ganhou. Você ter ido pesquisar outros livros do autor e ter colocado os mesmos como favoritos, só prova para mim que eles são muito bon e que valem a pena. Já estão na minha lista.
    Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Mah,
    Ainda não conhecia o livro não, confesso que logo que vi ele não me interessei, mas lendo sua resenha fiquei curiosa, de qualquer forma vou anota aqui mais pra frente espero ler.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  27. Máh-querida,
    Você sempre traz novidades! Adooooro. Caim e Abel me pareceu um livro muito interessante. Gosto de enredos assim, em que personagens que se odeiam acabam por, no mínimo, se tolerarem devido a circunstâncias extremas. Romances assim também rendem ótimas histórias, como Belo Desastre e outros (rs).
    Já incluí esse livro na minha lista de desejados, hein! Se responsabilize! (kkkk).
    Beijos, flor!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Olá Máh

    Eu não conhecia este livro e a história é muito interessante por tratar de rivalidade com um fundo histórico.
    Dica anotada!

    Super bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
  29. Oi flor..
    Nunca tinha ouvido falar desses dois livros.
    Quando vc olha só pela capa, imagina msm q pode ter coisas religiosas...
    Parece ser um livro interessante e eu gostei da intensidade em que você falou dele, pois significa que vc realmente gostou e deixa a gente cheios d curiosidade pra saber o motivo! :D

    Não sei se faz meu estilo, já que meu negocio são os romances.. mas vou add na minha lista d proximas leituras, se houver oportunidade, qm sabe, né? rs

    bjinhos
    Pam
    Meus Livros Preciosos

    ResponderExcluir
  30. Gostei de conhecer os títulos através de sua resenha, pois não sei se teria outra oportunidade de saber mais sobre eles, uma vez que não são meus gêneros preferidos.
    Mas sem dúvida vou deixar anotadinha mentalmente esta dica pois tenho amigos que com certeza amariam ganhar de presente!

    ResponderExcluir
  31. Tbém achava que fosse um tema evangélico.. interessante saber do que se trata a estória! Adorei a resenha, vc tem um jeito bem leve de escrever e entender :)
    Abraços

    ResponderExcluir
  32. Chefa, a história tem um TEMA que não me agrada: primeira guerra/segunda/qualquer guerra. Eu já contei que sofro até hoje por causa de Apátrida? Pois é, além de fugir do título, também fujo pela sinopse. :'(
    Essa Florentyna me lembrou mais o Tiririca..

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo.